Thursday, April 26, 2018

Pétalas Ao Vento


     Dando seguimento à matéria "Memórias De Um Anjo Imperfeito", hoje falaremos sobre uma das músicas mais pessoais de Mariah Carey: "Petals".

     Essa Canção foi lançada em seu sétimo álbum de estúdio "Rainbow", lançado dia  02 de novembro de 1999.  Esse álbum nos traz muitas canções de amor, mas também nos traz um trecho muito delicado da vida de Carey. Ele nos traz 2 singles que ficaram em #1 nas paradas da Billboard Hot 100, que são: "Heartbreaker" sendo o 14° hit #1 e "Thank God I Found You" sendo seu 15° hit a ficar em #1.

     Ao escutar "Petals", sentimos todo o sofrimento que Mariah Carey passou e luta para se manter forte e confiável. Nessa música ela declara todo o amor que sentia pelo Tommy Motolla na época, e que poderia ter sido uma relação favorável a ambos, pois por mais que ele gostasse de vê-la sofrer, ela o amou incondicionalmente, e estaria pronta para viver o resto de sua vida ao seu lado se ele não tivesse esse lado tão obscuro. A tristeza dominou o relacionamento dos dois e ela precisou se libertar de seu "casulo". Na canção ela diz que se sentia facilmente atraída a um relacionamento seguro com um homem mais velho, mas sentía-se sufocada e infeliz e seu maior consolo foi ter a amizade com os dois filhos de Motolla, que ela os chamava de ''irmãzinho" e irmãzinha", que por sua vez  eles também compartilhavam do sofrimento por ter um pai severo.

Mariah Carey e seu pai Alfred Roy
     Mariah também expôs sua relação com a irmã mais velha, seus pais Alfred Roy e Patricia Carey se divorciaram em 1973, quando ela tinha três anos. Sua irmã Allison ficou com seu pai, enquanto ela e seu irmão Morgan foram criados por sua mãe solteira, e Mariah foi perdendo o contato com o pai e sua irmã.

     E com essa separação talvez a relação das duas não tenha sido a das melhores, e Carey a apelidou com o nome de uma flor chamada "Dente-de-Leão". A flor é linda, mas costuma se desfazer quando bate o vento. O apelido surgiu por Alisson ser a mais frágil dos irmãos, e de certa forma pode ter desencadeado todo esse seu futuro traumático. Mariah cansou de ajudá-la, internando-a em clínicas e até mesmo passou a pagar  tratamentos em casa, MC pagava enfermeiros que ficassem a disposição de Alisson e ainda dava milhões de dólares para pagamentos de despesas e remédios para os cuidados da irmã, mas ela fugia de casa e sempre era encontrada em becos e vielas usando drogas das mais pesadas e se prostituindo.

     Posteriormente a isso, 2015/2016 Alisson fez alegações dizendo que Mariah não a ajudava se recuperar e que havia lhe abandonado, algum tempo depois ela voltou as mídias e suplicou a ajuda de Carey pois havia sido internada e precisava da cantora. Morgan, por sua vez também pediu a cantora que voltasse a falar com a irmã e que realmente ela precisava de seu conforto.

     Hoje não sabemos como anda a relação das duas, provavelmente, conhecendo a Mariah Carey como conhecemos e como todos que a conhecem falam, ela com certeza deve ter voltado a ajudar a irmã, mesmo sempre lhe colocando pra baixo e fazendo falsas alegações. MiMi tem o coração enorme, ela sempre procura a paz e a harmonização, para ficar bem consigo e com os outros.

     "Petals" também nos traz a desilusão de amizades que ela achou que fossem verdadeiras. Um desses amigos é o famoso compositor "Walter Afanasieff" que foi um dos seus parceiros de composições e produção de músicas desde o começo de sua carreira. Alguns boatos apontam que ele preferiu a estabilidade financeira e ficou ao lado de Tommy Motolla quando Mariah se divorciou. Ela diz que chegou a contar segredos pessoais dela com seu ex-marido.

     grande parte das baladas mais conhecidas de Carey, foi composta pelos dois, tais como: "Butterfly", "Can't Let Go", "All I Want For Christmas Is You", "Forever", "Hero", "My All" e "Underneath the Stars", entre outras lindas canções.

     Chegando ao final da canção, ela reforça todo seu sentimento pelo Motolla, que o amou de verdade, mas que teve que se afastar para preservar sua sanidade para voar livre como uma borboleta.

     Mariah Carey canta essa música com uma tristeza tão grande que em um dos seus shows da "Rainbow Tour" ela estava tão sensível que chora ao cantar essa música, que além de descrever sua libertação e frustração, ela marca sua história e a como foi sua passagem pelos anos 90.

Petals

Eu me pergunto frequentemente se já
Houve uma família perfeita
Eu sempre desejei por união
E procurei por estabilidade

Uma flor me ensinou como rezar
Mas como eu cresci, aquela flor mudou
E ela começou a se despedaçar no vento
Como pétalas douradas se dissipando

E eu sinto a sua falta, dente-de-leão
E ainda amo você
E queria que houvesse uma forma
De eu confiar em você
Mas me machuca toda vez
Que eu tento te tocar
Mas eu sinto a sua falta, dente-de-leão
E ainda amo você

,Eu fui atraída para um patriarca
Tão jovem, como poderia ser esperado
Estava condenada a passar minha vida
Dentro de um labirinto de miséria

Um menino e uma menina tornaram-se meus amigos
Nós estávamos ligados pelo desânimo
E eu fiquei por muito tempo, mas finalmente
Fugi para salvar minha sanidade

E eu sinto falta de vocês, irmãzinha
E irmãozinho
E espero que saibam que
Eu sempre amarei vocês
E embora vocês estejam lutando
Vocês irão se recuperar
E eu sinto falta de vocês, irmãzinha
E irmãozinho

Muitos que eu considerava
Mais próximos de mim
Dependiam de centavos e me venderam
Obedientemente
Embora esta faca estivesse cortando em mim
Eles se recusaram a ver e
Foram para casa dormir

E eu perdi muito da vida
Mas eu irei me recuperar
Embora eu saiba que você goste
De me ver sofrer
Ainda desejo que você e eu
Perdoemos um ao outro
Porque eu sinto a sua falta, Querido
E eu realmente amei você

Eu realmente amei você
Eu tentei muito
Mas você me afastou
Para preservar minha sanidade
E eu encontrei a força
Para me libertar
Voar


Fontes: Ocultas
Por: Equipe Mariah News World