Friday, January 6, 2017

Mariah Carey já encontrou os culpados pela atuação desastrosa da passagem de ano


     A cantora parece ter descoberto o que correu mal na sua atuação em Times Square, durante a passagem de ano: o diretor criativo e falta de som.

     Depois de ter começado o ano com o pé esquerdo, a cantora achou que o mais correto era, então, despedir Anthony Burrell.

Segundo uma fonte do Entertainment Tonight, Burrell não vai voltar a trabalhar com a cantora por ter mudado, sem autorização, os bailarinos de junto da cantora, ficando esta completamente desamparada em palco.

     No Twitter, Burrell partilhou uma mensagem enigmática onde pede para que "sigam o seu trabalho".


     Quando Carey subiu ao palco para cantar três músicas, anunciou que não conseguia ouvir nada no auricular.

     A vencedora de 5 Grammy acredita que se Dick Clark, o fundador da Dick Clark Productions, estivesse vivo este acidente de audio não teria acontecido.

     "Tudo o que posso dizer é que Dick Clark era uma pessoa incrível e tive a sorte de trabalhar com ele quando comecei no mundo da música", disse Carey à Entertainment Weekly. "Acredito que Dick Clark não teria deixado um artista passar por isso e teria ficado tão envergonhado como eu fiquei no momento."

     Embora a cantora concorde que não esteve bem na véspera de Ano Novo, diz-se grata por ter fãs que a apoiam durante os tempos difíceis.

     Mariah Carey, que está prestes a iniciar a turné "All the Hits", com Lionel Richie, em março, afirmou não vai deixar de fazer atuações ao vivo.

     "Não me vai impedir de fazer um evento ao vivo no futuro, mas fez com que confie menos em trabalhar com alguém fora da minha equipa".
     O agente da cantora disse, na altura, à CNN que "aconteceram dificuldades técnicas e que, infelizmente, não havia nada que ela pudesse fazer para continuar, dadas as circunstâncias".

Fonte: SIC Notícias