Tuesday, December 27, 2016

Charmbracelet


     Charmbracelet é o nono álbum de estúdio de Mariah Carey, lançado em 3 de dezembro de 2002 pela Island Records e MonarC Entertainment. O álbum foi seu primeiro lançamento após ter enfrentado um colapso após seu filme Glitter (2001) e sua trilha sonora acompanhante, sendo que ambos foram um fracasso crítico e comercial. Charmbracelet é um dos álbuns mais pessoais de Carey, posterior a Butterfly (1997), e foi projetado para recuperar o público de MiMi. Ao longo do projeto, ela colaborou com muitos compositores e produtores com os quais já havia trabalhado antes, como Jermaine Dupri, a dupla Jimmy Jam e Terry Lewis, além novos parceiros, sendo estes músicos como 7 Aurelius e Dre & Vidal.

     De acordo com Carey, as canções de Charmbracelet combinam temas pessoais e introspectivos, e também aborda histórias de celebração e de diversão, com o amor sendo o tema predominante do álbum. Musicalmente, o álbum continuou a mistura calculada de Mariah, que consiste em baladas pop e batidas R&B, no entanto, incorporou outros gêneros, como em "My Saving Grace", onde ela fundiu gospel e soul, com as letras lidando com conceitos religiosos. Charmbracelet primeiramente focou em fornecer um som mais adulto contemporâneo, especialmente quando colocado em comparação a Glitter, que contou com uma variedade de melodias, provenientes da década de 1980. Alguns artistas emprestaram seus vocais para algumas faixas, como Cam'ron, Jay-Z e Freeway.

     Depois do seu lançamento, Charmbracelet recebeu críticas mistas dos críticos musicais. Muitos sentiram que embora as canções fossem boas, nenhuma delas se destacava para fazer um impacto muito grande. Além disso, alguns apontaram que a voz de Carey soava fina, arejada e danificadamente no álbum. Charmbracelet estreou na terceira posição da Billboard 200, vendendo 241,000 cópias na primeira semana. Internacionalmente, o álbum teve posições moderadas, atingindo o top quarenta em sete países, sendo que entrou duas vezes no top dez do Japão e Suíça.

     Quatro singles foram lançados para promover o álbum; o primeiro, "Through the Rain" se tornou o maior sucesso entre os três, alcançando o top dez no Canadá, Suíça, Suécia e Itália e Reino Unido. Nos Estados Unidos, ele aingiu a primeiras posições no Hot Dance Club Play, mas parou atingiu a posição 81 na Billboard Hot 100. "I Know What You Want",foi lançado por MiMi e Busta Rhymes. Os outros dois, "Boy (I Need You)" e "Bringin' on the Heartbreak", não conseguiram igualar os picos internacionais do primeiro single. Mariah Carey embarcou na Charmbracelet World Tour, que teve mais de 69 shows em mais de oito meses. Ela também se apresentou em vários programas de televisão e turnês promocionais como o trigésimo American Music Awards, Today e The Oprah Winfrey Show. Atualmente o álbum vendeu cerca de 5,5 milhões de exemplares ao redor do mundo e ainda cerce de certificações em vários países.

Through The Rain

     Foi lançado como o primeiro single. Ele chegou ao 81º lugar na Billboard Hot 100, menor posição de um single de Mariah até o momento. Em outros países, a canção conseguiu atingir o top vinte. E foi número 1 nas vendas dos EUA e gráficos de dança.

Boy (I Need You)

     Foi o segundo single a ser lançado do álbum. Ele não conseguiu entrar na Billboard Hot 100, mas conseguiu o top 20 no Reino Unido.

I Know What You Want

     Foi um single lançado por MC e Busta Rhymes. Ele apresenta o Esquadrão Flipmode como a outros rappers que aparecem na música. Ele chegou ao 3º lugar na Billboard Hot 100. Foi uma faixa bônus no relançamento do álbum.

Bringin' On The Heartbreak

     É o quarto e último single do álbum. A música original é de Def Leppard, e foi produzido pelo American Idol Juiz Randy Jackson. Ele não conseguiu entrar na Billboard Hot 100, mas foi o número 5 na parada de dança dos EUA.

The One

     Foi cancelada como segundo compacto do álbum. Um vídeo foi gravado para a canção com direção de Joseph Kahn enquanto a cantora esteve no Japão, mas por decisão da gravadora de mudar o compacto o vídeo foi então utilizado para "Boy (I Need You)".