Monday, October 3, 2016

Álbum: Daydream


     Daydream é o quinto álbum de estúdio gravado pela cantora e compositora Mariah Carey, lançado nos Estados Unidos em 3 de Outubro de 1995 pela editora discográfica Columbia Records como o acompanhamento aos sucessos internacionais Music Box (1993) e Merry Christmas (1994), embora seja ligeiramente diferente dos seus antecessores, tendo em conta que a sua sonoridade inclina-se cada vez mais para os gêneros R&B e hip hop e possui menos influências puras de música pop. Ao longo do projeto, Carey colaborou com Walter Afanasieff, com quem compôs e produziu a maior parte dos seus dois álbuns anteriores. Com Daydream, a artista assumiu maior controle sobre a sua direção musical, bem como sobre a composição do álbum. A cantora afirmou que considera o álbum como o início da sua transformação musical e vocal, mudança esta que tornou-se ainda mais evidente no seu lançamento posterior, Butterfly (1997). Durante a produção do disco, Carey passou por inúmeras divergências criativas com a sua editora, e automaticamente com seu marido na época, Tommy Mottola.

     Durante todo o processo criativo, MiMi colaborou com Jermaine Dupri pela primeira vez, e co-escreveu e produziu uma música com Kenneth "Babyface" Edmonds, com quem já havia colaborado em Music Box. Foi também a primeira vez que ela trabalhou com o grupo de R&B Boyz II Men. Juntos, eles escreveram o conceito e letra de "One Sweet Day", uma canção que Carey co-produziu com Afanasieff. Com a sua assistência e a adição de alguns produtores contemporâneos, ela conseguiu fazer uma transição "subtil" para o mercado de música urbana. Na 38ª cerimónia anual dos Grammy Awards, na qual Mariah interpretou ao vivo algumas canções do álbum, Daydream foi nomeado para seis categorias. Devido ao seu sucesso crítico e comercial, os críticos acreditavam que a cantora seria uma dos grandes vencedores da noite. No entanto, tanto para o seu espanto como do público em geral, não venceu nenhum prêmio para os quais foi nomeada na cerimônia, fazendo com que o assunto se tornasse muito público e controverso.


      Seis singles foram lançados do álbum. O primeiro, "Fantasy", permaneceu no topo da tabela musical Billboard Hot 100 durante 8 semanas, e foi o segundo single mais vendido de 1995 nos EUA. A canção liderou ainda as tabelas musicais da Austrália, Canadá e Nova Zelândia, e tornou-se um êxito em países como a Finlândia, a França e o Reino Unido, onde posicionou-se dentro das cinco melhores posições. "One Sweet Day", o segundo single, estreou no primeiro posto da Hot 100, tendo permanecido no mesmo por 16 semanas consecutivas, estabelecendo assim o recorde do single com o maior tempo de permanência no número um daquela tabela, um feito que é mantido até aos dias de hoje. Ele também liderou as tabelas de mercados como o Canadá e a Nova Zelândia, e posicionou-se entre as cinco melhores posições na Austrália, França, Irlanda e Países Baixos. Conjuntamente, todos os singles de Daydream que ocuparam a primeira colocação da Hot 100 fica em um total de seis meses e duas semanas. A fim de promover Daydream, Carey embarcou na curta, porém, bem-sucedida Daydream World Tour, visitando apenas o Japão e a Europa.


     No momento do seu lançamento, Daydream tornou-se no álbum mais aclamado de Mariah Carey pela crítica especialista em música contemporânea, que elogiaram as suas letras e composições amadurecidas, assim como a sua nova direção musical. Juntamente com as análises muito favoráveis, o disco tornou-se um sucesso comercial mundial de grande porte. Estreou no número um em mais de nove países, e entre os cinco primeiros postos em quase todos os principais mercados de música. Não obstante, tornou-se no segundo da artista a receber o certificado de disco de diamante pela Recording Industry Association of America (RIAA), após vender mais de dez milhões de cópias apenas em território norte-americano. Além de seu sucesso interno, Daydream tornou-se o quarto álbum mais vendido no Japão por uma artista de origem não-asiática, com mais de 2.4 milhões de cópias vendidas, e continua sendo um dos álbuns mais vendidos pela cantora, com vendas de mais de 25 milhões de unidades comercializadas em todo o mundo, e esta Lista dos 200 álbuns definitivos no Rock and Roll Hall of Fame devido o seu forte impacto musical e sucesso.


     Lançado em meados de Dezembro de 1995 como o terceiro single em mercados seleccionados da Europa, "Open Arms", uma versão cover da canção originalmente gravada pela banda Journey em 1982, teve sucesso no Reino Unido, Irlanda e Nova Zelândia, no entanto, teve um fraco desempenho nos outros países em que foi lançado, tais como Bélgica, França e Alemanha, onde não conseguiu alcançar as trinta melhores colocações. "Always Be My Baby" foi lançado em Março de 1996 como o quarto single de Daydream. Composto por Carey, Jermaine Dupri e Manuel Seal, foi muito bem recebido pela crítica, que elogiou a sua instrumentação inovadora e o seu ritmo relaxante. Conseguiu desempenhar-se favoravelmente em termos comerciais, tornando-se na primeira canção de sempre a estrear no segundo posto da Billboard Hot 100, tendo mais tarde subido para a primeira posição da mesma, na qual permaneceu por duas semanas, tendo regressado ao segundo posto e ocupado por nove semanas não-consecutivas, estabelecendo assim o recorde de maior tempo de permanência nessa posição. "Forever" foi escolhida para ser divulgada como o quinto single do disco. Devido à sua fraca promoção em território norte-americano, o tema não conseguiu entrar na Hot 100; contudo, teve um sucesso moderado em outras tabelas norte-americanas e também no Canadá. "Underneath the Stars" foi lançada como o sexto e o último single de Daydream. Descrita por MC como uma das suas canções mais favoritas, teve um desempenho comercial fraco nos EUA, tendo apenas entrado na tabela Hot R&B/Hip-Hop Songs.


 Conheça  a História Secreta por trás de DAYDREAM aqui!