Thursday, June 23, 2016

Review: Maravilhosamente Maravilhosa


     Em apenas seis noites da quinta temporada de shows em Las Vegas, EUA, Mariah Carey fez o que muitos já esperavam: foi extraordinária. O grande diferencial ficou por conta das novidades no palco e nos arranjos musicais, fora os belos figurinos. Contudo estamos chocados com as duas últimas noites, pois ela estava maravilhosamente maravilhosa.

     Mariah Carey é a versatilidade em pessoa, ou melhor, em voz! As próximas noites não devem conter mais experimentos que as primeiras, mas poderão mostrar melhores performances vocais. Para você entender melhor o que estamos dizendo, durante “Vision of Love” na quinta noite, ela simplesmente nos surpreendeu:


     Um dos grandes destaques foi “My All” que é tão esperada pelo público:


     E, maravilhosamente, “Thank God I Found You” que foi introduzida com “Rainbow (interlude)”. Mas observem as performances das duas noites:



     Agora, em seis noites tivemos uma verdadeira destruição de vocais, não? Bom, estamos há poucos shows do término desta temporada, mas até agora esta é, sem dúvida, a melhor. Poderíamos até dizer que ela está na sua melhor forma em anos, reunindo voz, físico, produção e disposição.

     Uma compilação da quinta noite:


     Destaque da noite de ontem, 18, com a participação de John Legend na cama em “Touch My Body”:


     Fora o bate-cabelo em “Fantasy”:


     Uma compilação da sexta noite:


Set-list #1 to Infinity – 4ª Temporada (2016) Shows 5 e 6.

Ato 1/Abertura: O INÍCIO

     O primeiro ato da noite conta o início da carreira trazendo os quatro primeiros singles que são os quatro primeiros sucessos de sua história. Todos são do álbum Mariah Carey de 1990.

#1: Vision of Love
#2: Love Takes Time
#3: Someday
#4: I Don’t Wanna Cry

Ato 2: A PROVA

     O show é composto por músicas que chegaram ao topo da Billboard Hot 100 nos EUA, mas não é só disso que a residência “fala”, mas também da versatilidade vocal de Carey que conseguiu provar com seu potencial vocal que é capaz de fazer música ao vivo quando laçou o álbum Emotions de 1991 e reuniu sucessos no MTV Unplugged de 1992.

#5: Emotions
#6: I’ll Be There (participação de Trey Lorenz)

Ato 3: A CONSAGRAÇÃO

     O álbum Music Box de 1993 é uma verdadeira caixa de música e foi com ele que Mariah foi conhecida mundialmente, principalmente, por ter músicas que a consagraram internacionalmente.

#7: Dreamlover/Dreamlover (The B.I.G. “Juicy” Mix)
#8: Hero

Ato 4: O MARCO

      Neste ato Mariah traduz o que fez há anos e tantas outras cantoras conseguiram fazer depois. A mistura de gêneros por uma cantora tão romântica e pop até 1995 deu início aos featurings entre cantores e rappers, por exemplo.

#9: Fantasy (Bad Boy Mix)

Ato 5: O SUCESSO

     Assim como Music Box, o álbum Daydream é uma consagração em forma de música. Em 1995 nossa grande diva abraçou o mundo com sua voz e fez o recorde das paradas americanas ao manter One Sweet Day em parceria com Boyz II Men por 16 semanas no topo. Ao mesmo tempo o seu álbum era recebido por todos, tendo grande destaque pelas belas composições e ao arranjo de cada canção. Este ato traduz-se em sucesso pelas vendas e pelos bons desempenhos nos charts. 

#10: One Sweet Day (participação de Daniel Moore e Trey Lorenz)
#11: Always Be My Baby

Ato 6: A MUDANÇA

     A linda borboleta voou, finalmente. O álbum Butterfly de 1997 é o preferido de Mariah e um dos mais ouvidos pelos fãs. Ele veio ao som chiclete de Honey e mostrou uma Mariah Carey mais jovem e comercial.

#12: Honey

Ato 7: O AMOR

     My All é uma das baladas mais puras de Mariah Carey e pode ser definida como a música que fala de amor da melhor forma.

#13: My All

Ato 8: ANOS 2000

     De despedidas à emancipação, Carey embala o 8º ato com sucessos dos álbuns Rainbow de 1999 e The Emancipation of Mimi de 2005.

#14: Heartbreaker (Remix)/Heartbreaker
Extra: Rainbow (Interlude)
#15: Thank God I Found You
#16: We Belong Together
#17: Don’t Forget About Us

Ato 9: O RECORDE

      Ter mais sucessos no topo que Elvis Presley e estar atrás que The Beatles são motivos de muito orgulho do trabalho bem feito em duas décadas, porém o recorde foi, também, por ser a artista solo com o maior número de sucessos no topo (18 #1’s) nos EUA e por detê-lo por 8 anos (desde 2008 nenhum artista solo conseguiu o mesmo nível de Mimi na parada americana). Este é o ato do poder, da glória e do nome Mariah Carey, embalado pelo maior sucesso do álbum E=MC² de 2008.

#18: Touch My Body

Ato 10/Encore: A CELEBRAÇÃO

     Gravadora nova, equipe nova, tudo novo! Com o álbum #1 to Infinity de 2015, Mariah celebra seus 25 anos de carreira e ostenta seus recordes sem ter que se importar com os outros. Mesmo que eles não durem para sempre, ela chegou primeiro que qualquer outra mulher na música e este é um dos maiores orgulhos dos seus fãs, nós, lambs!

Encore: Infinity

Agradecimentos: Mariah Raw e JP Velasco.

Por: MariahNow