Monday, May 23, 2016

A História de: Me, I Am Mariah... The Elusive Chanteuse



     Me. I Am Mariah... The Elusive Chanteuse é o décimo quarto álbum de estúdio da cantora norte-americana Mariah Carey, lançado a 23 de Maio de 2014 através da Def Jam Recordings. Anteriormente intitulado The Art of Letting Go, o disco tinha edição planeada para 2012 após o lançamento do single "Triumphant (Get 'Em)", com a participação de Rick Ross e Meek Mill. Contudo, após o fraco desempenho comercial da faixa, acabou por ser removida dos planos para o projeto e a data adiada por diversas vezes. "Beautiful", um dueto com Miguel, acabou por iniciar a verdadeira promoção do trabalho de estúdio.

     Em Setembro de 2009, foi lançado o décimo segundo trabalho de estúdio de MiMi, intitulado Memoirs of an Imperfect Angel.O projeto foi recebido com opiniões distintas pela crítica especialista em crítica contemporânea. Enquanto uns analistas elogiavam a sua nova sonoridade, composição e a criatividade de Carey como uma artista com quase vinte anos de carreira naquele momento, outros criticaram o seu desempenho vocal e o uso de técnicas vocais mais baixas ao invés de abusar do seu alcance poderoso. Comercialmente, embora tenha estreado no número três da Billboard 200 nos Estados Unidos, tornou-se no trabalho menos comercializado da artista, vendendo menos de 600 mil unidades em território norte-americano e recebendo apenas o certificado de disco de ouro pela Recording Industry Association of America (RIAA). Em 31 de Dezembro de 2009, a cantora embarcou na sua sétima digressão, a Angels Advocate Tour, que passou por várias cidades dos EUA e Canadá e também o Egito, Singapura e Brasil, tendo o seu concerto final a 26 de Setembro de 2010. Os planos de lançar a 30 de Março de 2010 um álbum de remixes de Memoirs of an Imperfect Angel, intitulado Angels Advocate, caíram por água abaixo aquando do fraco desempenho comercial do álbum. Pouco tempo após esse anúncio, foi anunciado que a artista iria retornar aos estúdios para dar início à produção do seu décimo terceiro álbum de estúdio. No entanto, este acabou por ser revelado como o seu segundo álbum de natal, Merry Christmas II You, que serve como um acompanhamento com seis faixas inéditas e regravações de clássicos natalícios ao êxito Merry Christmas (1994) e foi lançado em Novembro do mesmo ano juntamente com um DVD dos bastidores. O álbum estreou no quarto posto da Billboard 200, tornando-se no décimo sexto de Mariah a posicionar-se dentro dos dez melhores postos, e vendeu 523 mil exemplares em território norte-americano, recebendo o certificado de disco de ouro pela RIAA.

    Mariah Carey deu início à produção do seu décimo quarto trabalho de estúdio após o nascimentos dos seus gémeos primogênitos, Monroe e Morrocan, a 30 de Abril de 2011. A 1 de Março do ano seguinte, a cantora fez uma apresentação ao vivo no Gotham Hall na Cidade de Nova Iorque. MC interpretou uma nova canção intitulada "Bring It On Home", composta por ela mesma, especificamente para o evento, de modo a demonstrar apoio à campanha de ré-eleição do presidente Barack Obama. Em Agosto seguinte, foi lançado o primeiro material que estaria incluso no décimo quarto projeto da artista, o single "Triumphant (Get 'Em)", com participação dos rappers Meek Mill e Rick Ross e co-escrito por Carey com o auxílio de Jermaine Dupri e Bryan Michael Cox. Embora tenha sido recebido com análises favoráveis pela crítica especialista em música contemporânea, alcançou um desempenho comercial moderado, atingindo o primeiro posto da Hot Dance Club Songs, contudo, alcançando o seu pico fora das cem melhores posições na França e no Reino Unido e não conseguindo entrar na Bilboard Hot 100, além de ter tido fraca reprodução nas principais estações de rádio dos EUA. Ainda em Agosto deste ano, Cox, que também havia trabalhado anteriormente com Mariah durante o processo de produção do projeto The Emancipation of Mimi, revelou que tinha estado a trabalhar com ela em novas canções:


"Ela estava empenhada em fazê-lo desde antes de ficar grávida. E então ela engravidou e tirou uma licença. Foi quando retornou que começamos a sentir aquela vibração a conectar-nos de novo e conseguimos partir do lugar no qual tínhamos parado. Eu acho apenas que entre Jermaine Dupri, eu próprio e ela, surgimos com algumas coisas que representem um trabalho sólido verdadeiramente verdadeiro."


      Após isto, a cantora deu uma pausa na produção do álbum e integrou o painel dos jurados da décima segunda temporada do programa de televisão American Idol, substituindo a cantora Jennifer Lopez e juntando-se a Randy Jackson, que trabalhara com ela em The Emancipation of Mimi (2005), Keith Urban e Nicki Minaj, com quem MiMi trabalhara outrora no remix da canção "Up Out My Face" (2010). No entanto, Carey e Minaj tinham uma rivalidade em andamento que era bastante notada pela crítica e os fãs naquele momento, tendo ela revelado em Novembro de 2013 que odiou a experiência de ter trabalhado no programa e descreveu-a como "ir ao inferno para trabalhar com Satanás todos os dias". Outros trabalhos nos quais a artista participou foram o filme The Butler (2013), no qual fez uma pequena aparição, e um episódio do seriado de animação American Dad! em Novembro de 2013.

     Em Fevereiro de 2013, Mariah gravou e lançou a canção "Almost Home", inclusa na banda sonora do filme Oz: The Great and Powerful. Foi nesse momento que iniciaram as especulações sobre o décimo quarto álbum de estúdio da artista, que havia demonstrado intenções de trabalhar com artistas como DJ Clue, Jackson, Q-Tip, R. Kelly, David Morales, Loris Holland, Stevie J, James Fauntleroy II, Ray Angry, Walter Afanasieff, Dupri, Cox, James "Big Jim" Wright, Hit-Boy, The-Dream, Da Brat, e Rodney Jerkins.

"É sobre ter a certeza de que tenho toneladas de música boa, porque no fim de contas, isso é a coisa mais importante... Há uma quantidade maior de baladas cruas do que as pessoas possam estar à espera... há também canções de ritmo acelerado e do tipo de assinatura que representam [as minhas] diferentes facetas enquanto uma artista".