Tuesday, March 22, 2016

Mariah Só ganha Elogios em Sua Nova Turnê The Sweet Sweet Fantasy Tour


"A encenação pode ter sido chata, mas não há necessidade alguma em transformar o palco em um circo quando a cantora no palco pode executar estas acrobacias vocais."

     Se existisse uma foto no ao lado da palavra diva no dicionario, a foto seria de Mariah Carey.

     A cantora é uma verdadeira diva no melhor sentido da palavra – uma vocalista com uma potência vocal quase única. E ela multi-milionária em direitos autorais sozinha em sua composições. Ela é a diva das divas para seus mais fabulosos ‘darlings’.

     O barulho era muito grande quando ela chegou com a Sweet Sweet Fantasy Tour – sua primeira turnê européia em 13 anos, em Leeds e Manchester no início deste mês, que deixou todos perplexos.

O que você espera de uma estrela cujo seus álbuns são chamados de “The Emancipation of Mimi” e “Me. I Am Mariah… The Elusive Chanteuse”?

     Vamos falar os fatos de verdade em primeiro: Para data de sua turnê Sweet Sweet Fantasy Tour me Barclaycard Arena, Mariah estava mais ou menos em colocar a setlist de forma sucinta – muito mais do que ela entregou.

    Nomeada com seu hit de 1995, a turnê é um passeio em sua canções famosas, que estão no álbum #1 To Infinity, uma compilação de sucessos que leva seus 18 singles em 1° – que ela promoveu ano passado no Caesars Palace.

    Ela fez uma maravilhosa visita em seu catálogo, uma linda celebração musical aos anos 90 e anos 2000.

     Ao contrário de Madonna, que fez o seu show Rebel Heart aqui em dezembro, que tentou evitar seus clássicos mais velhos em favor de cantar suas novas faixas, Mariah não está tentando desesperadamente se manter conectada com o mercado juvenil.

    Ela não está querendo competir com Rihanna ou Beyoncé. E, obviamente, não há como julgar a encenação simplista deste show, e ela não está chateada em ao menos tentar.

    Em ponto, haviam imagens de tulipas gigantes no telão quando Mariah Carey fazia as notas mais altas em Without You – algo que você esperar somente atrás de algum participante do X-Factor, que estão sempre tentando assassinar algum clássico de Mariah no programa.

     Mas de verdade, você não precisa ficar preocupado como estará a voz de Mariah Carey. Ela fez isto perfeitamente com facilidade durante o show todo, em Emotions, ela atingiu a nova G7 com a sua gama vocal de cinco oitavas. Haviam estilhaços de vidro em algum lugar na arena, eu tenho certeza disto.

     E há um fato, todas as músicas ali foram grandes hits.

     Depois de cantar Fantasy e Emotions, que tudo estavam dançando, Mariah cantou My All para mostrar o quão preciosa era. Always Be My Baby em seguida, e logo depois a sua famosa colaboração com Busta Rymes, I Know What You Want, e então ela começou o número em R&B.

     Mariah também cantou I’ll Be There do Jackson 5 com o seu backing vocal, Trey Lorenz, e prestou homenagem ao rei do pop, Michael Jackson.

     Enquanto ela foi trocar de roupa, Trey cantou outra música em memória Michael Jackson, o clássico Rock With You.

     E então Mariah fez outra número nostálgico comovente, onde ela prestou homenagem para aquela cantora que uma vez foi chamada de sua rival, porém se tornou sua grande amiga, Whitney Houston, que morreu de overdose de drogas em 2012. Ela cantou o clássico When You Believe, que as duas gravaram juntas em 1998, enquanto Mariah cantava ao vivo, nós observamos Whitney ao fundo no telão.

    Michael e Whitney já não estão mais aqui, mas a Mariah ainda está viva, e é isto que temos que comemorar.

     Nós cantamos juntos com Mariah durante o show – desde os backing vocals de Fantasy, até o fim do show, transmitindo aquela atmosfera de carnaval na arena.

     Mesmo aqueles que não curtem as baladas xaropes melosas que são sinônimo da Mariah, você ainda pode apreciar aquela voz maravilhosa.

     Hero foi dedicada ao seus fãs fiéis, os “lambs”, como ela gosta de chamar seus fãs desde os anos 90.
“Esta é para os Lambs, que sempre estiveram aqui por mim, seja nos meus altos e baixos, eu não estaria aqui sem vocês.”

     Fechando a noite, ela cantou uma versão maravilhosa de We Belong Together e a música que ficou clássica em sua voz, Without You como bis. Não é um espetáculo deslumbrante, mas o verdadeiro brilho está na estrela do palco.

Nota: 5/5

Fonte: Birmingham Mail





No comments:

Post a Comment