Wednesday, March 30, 2016

Aos 46 Anos, Mariah está mais feliz do que nunca...


     Um correspondente passou um tempo com Mimi no exterior, que completou 46 anos neste domingo, entre as suas conversas mais íntimas, a estrela disse que está realmente pronta para ver o finalmente a sua vida começar.

     Imagine, se você conseguir, o fato de ser gostosona como Mariah Carey em um quarto.

     “Eu só tinha estado com uma pessoa na minha vida”, Carey, uma mulher recém separada após ficar cinco anos casada com o presidente da Sony Music, Tommy Mottola, ela me disse isto em 1999.

     Ainda falando sobre o divórcio, ela disse:
Eu estava conectada a todo este tipo de homens, e estou me sentindo muito insegura em iniciar um novo relacionamento talvez porque eu senti que talvez não era bom o suficiente. Eu senti que não tenho experiência o suficiente. E ainda tenho este tipo de coisa, gosto de ficar perto das pessoas, eu sou amigável com as pessoas, e gosto de estar com elas, mas eu sou muito reservada a quem eu deixo entrar no meu espaço pessoal.”

     “Tudo isto decorre de coisas que coisas enraizadas que eu vi quando estava crescendo,” disse Carey, provavelmente se referindo a gravidez se sua irmã mais velha na adolescência, e evitou falar sobre a luta de Alison contra o vício nas drogas e prostituição, “Eu não quero falar sobre isto, porque não é o meu lugar.”


      “É definitivamente uma auto-proteção que eu tenho”, disse a vencedora do Grammy. “Eu não sou devassa” – Ela bateu as mãos para dar ênfase. “Eu não saio com um milhão de caras, porque isto não tem nada a ver. Eu acho que do contra, porque eu acho OK você querer ser sexy e livre, mas há uma diferença entre ser sexy e ser promíscua” .Ela também admitiu na época: “Eu não sei o que é namorar há um bom tempo.”

     Mas isto foi no passado, agora, Mariah Carey está ansiosa para sua terceira cerimônia de casamento após a sua turnê pela Europa, a Sweet Sweet Fantasy Tour, que apesar de ter cancelado a data em Bruxelas, atualmente a turnê está em curso. Como um escrito de longa data para InStyle , Glamour e Elle, eu entrevistei Mariah Carey várias vezes ao longo dos anos. Poucas pessoas fora de seu círculo interno viram ela baixar a guarda, uma vez que ela permite isto, Carey é exageradamente hilária e muito pé no chão.

     Em uma entrevista para o ET em 2008, ela reconheceu que muitas vezes era difícil entrar este equilíbrio. “Eu vezes eu acho que sou do tipo, ‘Eu não ligo para o que as pessoas dizem de mim’. E as vezes eu acho que sou do tipo, ‘Eu odeio esta foto, eu odeio aquela fase e por que isto aconteceu?”

     “As coisas são como são, e você tem que deixar as coisas acontecerem naturalmente,” disse ela, acrescentando: “A vida é um como um tapete vermelho”.

     Recentemente eu vi Carey na festa anual que o Elton John fez no Oscar em fevereiro, e fiquei surpreso e animado – por algo que eu nunca tinha visto antes: Carey sendo ela mesma em público. Os convidados viram um momento raro por trás daquela pessoa, que andava pelo evento sem ter seguranças fortões ao seu redor. Ela estava radiante de preto, falando os convidados na mesa, mandando beijinhos no estilo Tommy Hilfiger.

     Aos 46 anos, ela parece mais feliz do nunca. Apesar de ter uma nova empresária, que supostamente não teria agradado a sua equipe, Carey no auge de sua meia-idade, ela parece estar do lado oposto de uma crise. A cantora tem uma longa história de pessoas poderosas que tentaram controlar a sua imagem controlar a sua carreira, incluindo, é claro, o seu primeiro marido, de acordo com a Billboard, ela teve cinco equipes diferentes desde 2013.


     Antonio “L. A.” Reid, o atual presidente de sua gravadora, Epic Records, é muitas vezes creditado pela revitalização da carreira de Mariah em 2005 com o The Emancipation Of Mimi – ele mesmo comentou sobre este momento único na carreira dela.

     “Ela parece estar muito feliz”, contou Reid para o ET em janeiro deste ano, quando saíram as notícias sobre o casamento de Carey com James Packer. “Todos nós já passamos por muitas coisas, mas ela vivenciou isto tudo sendo observada pelo grande público. Eu acho que ela está naquele momento em sua vida que ela realmente merece apenas ser tratada como uma dama e a estrela glamourosa que ela realmente é.”

     E o veículo perfeito de estrelas para Carey, que tem uma personalidade maior do que qualquer coisa no mundo, seria um homem perfeito – que pode ser materializado em grande estilo no Mariah’s World, um reality show que vai estrear no E! ainda este ano, que vai estar atrás dela desde sua residência em Las Vegas até o fim de sua turnê internacional. O programa tem o potencial ideal para servir como uma vitrine dos bastidores de uma mãe que trabalhar por trás das armadilhas de diva.

     Sobre o novo namorado bilionário de Carey, Packer possui três qualidade que fazem dele o cara perfeito:
1) Ele é rico;
2) Ele é um discreto homem de negócios – ao contrário de seu ex-marido Nick Cannon – parece improvável que ele revele detalhes íntimos de sua vida pessoa para os  meios de comunicação;
3) Ele idolatra o chão que ela pisa.

     Uma coisa é certa: Quando a artista que mais vendeu na era Nielsen SondScan conheceu a quarta pessoa da Austrália, isto deixou os tabloides no paraíso. Mas Packer recusa ser filmado pela equipe de filmagens onipresente de Carey – em outras palavras, ele não temo menor interesse em tentar roubar os holofotes de sua futura esposa. E assim como Carey, ele também tem filhos de um casamento anterior. E esta também será a terceira vez que Packer subirá ao altar, assim como Carey.



     Nem sempre fui fã – da música de Carey, de sua reputação, ou aparência, que ela revelou ser “instituído como uma jovem cantora de cabelos cacheados que tinha um microfone na mão e cantava canções de amor”. “Minha imagem era não ter uma imagem,” explicou Carey. “É por isto que eu estava vestindo um camisa até meus pés e tênis. Meninas comuns podiam se relacionar com isto. E sim, era parte da minha vida, que sempre fui assim desde os meus 12 anos, cabia a mim ser aquela que mudaria o visual delas e as transformaria em glamourosas.”

     Eu nunca vou esquecer das primeiras palavras que MIMI falou para mim, que realmente alterou esta ideia que eu tinha: “Você é exótico. De onde você é?”, ela perguntou para mim quando eu me apresentei a ela durante o seu ensaio fotográfico para uma revista de moda feminina, a Mirabella em Marrakech, Marrocos. Surpreso, eu falei algo sobre a minha vida em West Village em Nova York – a rua Gay. E ela falou “Hummm!” e me olhou dos pés a cabeça antes de ir embora e falou: “Claro que sim, darling!”

     Até aquele momento, eu pensei que MCe seu estilo de vida ridiculamente generoso – o documentário mais famoso da história do MTV Cribs – que foi involuntariamente hilariante. O que as pessoas não percebem é que ela não está de brincadeira, mas que ela também é inteligente o suficiente para fazer piadas de si mesma. Como explicar a origem da personalidade exagerada de Mariah? “Eu adorava assistir o filme ‘Mamãezinha Querida’ quando eu era criança”, ela me disse isto em 2006. “Ele me associou ao glamour.” (o que não é de surpreender, eu não consegui ver nenhum cabide de arame em seu armário de temperatura controlada em seu famoso apartamento no centro de Manhattan).

     O assunto da imagem de MIMI surgiu uma vez ou outra durante a nossa viagem para Marrocos em 1999. Em um ponto durante o jantar, e após tomar um copo de vinho, ela confessou: “Eu nem sei como esta a minha imagem agora.”

     Expliquei que, no final dos anos 90, as percepção pública é de sua imagem diva exigente, que vivia em sua limusine indo na festa de todo mundo, de Sean Combs e sim, a Donald Trump, e ela me responde com coisas como: “Quanto eu assisto TV e vejo aquelas crianças famintas e pobres no mundo, eu não posso deixar de chorar. Quer dizer, eu adoraria ser magra assim, mas não com estas estas moscas, mortes e todas as outras coisas.”


     Esta citação fictícia havia sido relatada por uma publicação respeitada em todo mundo, e estava mundialmente repercutindo na internet. “Este é o preço da fama na era da Internet”, disse Mariah sacudindo os ombos. “O que posso fazer? Ficar neurótica com isto? Deixa pra lá.”

     Acontece que Mariah Carey se desculpa muito mais com as pessoas do que reclama. Algo como: “Me desculpe por te deixado você esperando aí”, e “Sinto muito, mas não temos mais tempo para conversar”. Ela também me pediu desculpas pela cena na festa maluca Marroquina no estilo das festa de  Neverland, que se assemelha o carnaval marroquino – camelos, encantadores de serpentes, dançarinas do ventre, comedores de fogo, e todos os trajes estranho que encontramos numa noite. “Por favor, não deixe que as pessoas achem que eu ando de camelo todos os dias”, ela me implorou, falando que aquele aquele cenário era surreal. “Isto é muito Michael Jackson para mim.”

     Quando eu a perguntei sobre Jennifer Lopez pela primeira vez — naquela época , a gravadora de Carey estava prestes a lançar o álbum de estreia da até então atriz, o que foi amplamente visto como uma tentativa de vingança por parte de Tommy Mottola, na época chefe da Sony –– Mariah respondeu no ato:

‘Ela é uma dançarina, não é?’

     Quando eu disse que Lopez era na verdade a atriz que estrelou o filme Selena, aclamado pela crítica, Mariah ficou séria:

“Ela dublou os vocais da Selena, você sabe, né? Eu apenas não acho que, enquanto cantoras, nós estejamos na mesma categoria artística.”

     É claro que eu inclui esse trecho na minha matéria, o que não deixou a Mariah muito contente.

     Quando nos reunimos em um jantar íntimo para celebrar a capa de sua revista, eu fui repreendido por usar estas citações sobre JLO, porque deu entender que ela era sua rival na época, dando assunto aos tabloides. MIMI preferiu ignorar o problema, na esperança que ela não fosse muito longe. Para nossa surpresa, a J.Lo lançou oito álbuns, foi algo que eu tenho total responsabilidade de ter criado – Me perdoe, Mariah.

     Assim como Lopez, MIMI sempre quis fazer filmes, mas as suas tentativas como atriz nunca decolaram, principalmente por seu filme de 2001, Glitter, foi bombardeado pelas críticas e tornou-se um clássico cult-trash. Porém, finalmente ela se redimiu como um personagem que não tinha apelo de glamour algum no filme Precious, que foi indicado ao Oscar. Em 1999, a cantora me disse: “O problema das super stars que querem fazer filmes é que eles têm que transcender a sua imagem. E o meu problema é que não estou permitida em transcender a minha imagem, até mesmo como cantora.” Na verdade, MC me confidenciou que se sentia completamente deprimida quando era casada com Mottola, que segundo Vanity Fair, ele a mantinha trancada em um quarto como um canário em uma gaiola. Ou melhor, em uma majestosa casa de 20 mil metros quadrados nos arredores de Nova York, mas não deixava de ser numa gaiola.

      “Infelizmente, nesta época tudo o que eu era autorizada a fazer era me sentar lá e escolher as arandelas para as janelas”, Mariah recordou mais tarde, quando eu entrevistei em sua casa para capa da InStyle de 2006. Naquela noite em especial, Carey atrasou mais de 1 hora no voo privado que ela fez para L.A – o magnada de Hollywood, Jeffrey Katzenberg tinha enviado um avião somente para buscá-la para ir em sua festa no Oscar, que ela havia concordado em participar.

     “Lembre-se, Mariah, o avião não é seu,” disse seu ex-empresário na ocasião. “Sim, certo”, ela respondeu. E logo depois ela falou “Nossa, eu me esqueci”. Ao contrário de um roteiro de um filme, que você jamais poderá fazer algo como assim, isto é só mais um dia típico na vida de Mariah Carey, que deve fornecer um material surpreendente para um reality show – algo cômico que a franquia do The Real Housewives sonharia em ter registrado.


    Me lembro da Mariah ter me dito o porque ela tinha comprado o piano de Marilyn Monroe, o famoso piano de branco de causa, um de seus bens mais valiosos, Carey deu por volta de $662,500 no leilão realizado em 1999 em Hollywood. “Eu poderia ter comprado o vestido que ela cantou ‘Parabéns pra você, querido Presidente’, ou o qualquer outro vestido dela, mas eu queria ter algo que representou Marilyn no estrelato”, ela disse, o piano de Marilyn pertencia a mãe dela e era um pedaço da infância da diva de Hollywood.

      Com possessões ainda mais valiosos – pelo menos para MIMI, incluindo dezenas de fotos que de família que ela herdou de seu pai, que morreu de câncer em 2002, como uma foto de sua avó no espelho que tem uma borboleta amarela pintada. “Meu pai ia me dar o espelho de presente de aniversário, mas depois ele faleceu” disse Carey. “Ele tinha guardado várias coisas para mim, e eu nunca soube disto. Eu não sabia que ele se importava tanto comigo assim. Este é o meu tesouro mais precioso.”

     Carey me disse que seu luxuoso apartamento em Nova York, decorado como antiga Hollywood, era algo que ela sempre sonhou ter quando ainda era criança. “Meus pais se divorciaram e eu tinha apenas três anos de idade”. MC e seus irmãos cresceram com a sua mãe, e moraram em 13 casas em Long Island, pois viviam sendo despejados. “Era um sentimento de ter sempre alguém puxando o meu tapete.”

      “Eu lembro de dizer a mim mesma: ‘Eu quero ter uma boa vida e me sentir segura'”, disse MIMI. “Eu tinha muita fé e foi assim que superei todos os obstáculos na minha vida. Sempre pensando em algo melhor e acreditando que era possível”.

        E agora, com seus amados filhos – os gêmeos Monroe e Moroccan, e em breve um terceiro marido. Mariah Carey realmente parece pronta para tudo o que ela sempre quis. A terceira vez, eu espero que seja magnifica, como eles dizem, e que a segunda metade da vida de Mariah Carey seja muito maravilhosa.

Fonte: ET Online


No comments:

Post a Comment