Thursday, January 14, 2016

Uma Saudade Eterna... ( Mãe )


Haaa,
Se eu pudesse voltar no tempo,
Voltaria sem dúvida alguma,
Para poder lhe aconselhar a se cuidar mais,
Mas estou falando da saúde.
Deixou- me pronto para o mundo,
Pronto para enfrentar tudo o que vier em minha vida,
Me ensinou a caminhar com meus próprios pés.
Mas hoje descubro que para eu me manter 100% de pé,
Você estava me afirmando.
Estava me dando a base,
Pois se eu precisasse era só ligar
Que estaria à me esperar...
Haaa,
Se eu pudesse voltar no tempo,
Faria tudo diferente,
Teria lhe avisado para fazer exames mais frequentes,
Mas onde eu estava com minha mente?
Mãe, essa saudade serás eterna,
Pois não poderei mais ligar,
Não poderei mais abraçar,
Não poderei mais comemorar suas datas...
Como foi triste,
Por que ser assim tão de repente?
Eu precisa muito ainda de você.
E o que faço com esse vazio?
Oh, Deus, me explique o que faço?
Digas para mim que ela estarás à minha espera
Quando chegar em minha hora.
Poderia dar- me a chame de poder abraça- la novamente.
Dar aquele abraço apertado e dizer
O quanto ela foi importante,
E dizer o quanto a amo.
Aquele hospital, hoje me faz mal
Foi um momento crucial,
Como despedir- me de um alguém
Que se quer, sempre me fez bem.
Uma Saudades Eterna
Que jamais passará,
Não haverá pessoa para substituir sua presença
Seus carinhos, seus abraços, seu cheiro.
Oh, minha mãe
Por que Deus quis assim,
Quis leva-la agora, tão cedo, tão jovem.
55 Anos de luta,
Desde que nasceste lutares pela vida,
Desde que criança lutou por justiça,
Desde Adulta lutou por amor,
E no final quando resolveste aceitar o que era seu
Morreste na injustiça,
Faleceste com a doença de um pai que nunca lhe deu atenção
De um pai que lhe rejeitou, por ser menina.
Bendito seja o câncer,
Que quando foi descoberto já era tarde,
Havia tomado rim, ovário, coluna, pulmão e assim por diante.
Mas eu ainda estava confiante.
Até o dia em que o médico
Me olhar e me dar a triste noticia.
Dia de meu aniversário.
Dia em que de pé ao seu lado olhei-a e chorei dizendo:
_ Sabes que dia é hoje?
_ Não meu filho, a mãe está perdida, desde quando entrei nesse hospital...
_Hoje é dia da senhora me dar um presente..._ lágrimas escoria em meu rosto
_ Aiii meu filho, desculpa a mãe já não sabe mais nada, parabéns... Mas não se preocupe que dará tudo Certo...
_O único presente que eu quero, é que a senhora saia desse, a senhora sabes que é guerreira, e sei que estar a lutar... Eu Te Amo Muito... Te Amo...
    Já não suportava mais conter as lágrimas, era muita emoção, meus olhos já não enxergavam um palmo à frente, de tanto chorar em seus braços enfraquecidos, com a cabeça debruçada em seu peito à chorar.
    O médico veio em minha direção, e disse que já não poderia fazer nada, pois sua coluna estava tomada de lesões onde, onde já estavam criando uma compressão medular. Justo no dia de meu aniversário, passei o dia no hospital ao seu lado até fazerem toda a ressonância magnética, que por sinal tiveram que fazer três. Mas não me arrependo de passar meu aniversário em seu lado, pois seu cérebro já com múltiplas lesões da metástase, dava apenas momentos de lucidez à minha querida.
   Dia vinte e dois de dezembro, foi feito sua primeira sessão de radioterapia, a principio foi tranquila, onde passei o dia novamente com ela, e na volta ela me diz:
_ Meu filho vai dormir, vai pra casa descansar, que a mãe também vai..._ como ela já estava fraca, e com um cansaço de com um olhar triste me diz:_ A mãe te ama...
_Também te amo muito._ Virei minhas costas com as lágrimas já tomadas em meu rosto, já não suportava vê-la sofrendo durante esses dois meses internada e recém iniciado o tratamento...
   Mas no dia vinte e três de dezembro, quando chego no hospital de manhã, e a vejo com um caninho de oxigênio, com suas mãos amarradas a cama para não arrancar o oxigênio. Aquilo me deu um aperto tão grande, e quando o médico chega, me diz que ela teve uma piora muito importante, e se desse mais uma vez ela poderia tanto vir a óbito, quanto ficar em coma.
   Meus olhos já não respondiam mais por si, e as lágrimas tomaram conta de meu rosto, chegava me afogar, como se eu tivesse em um oceano de tristezas. O médico disse que no máximo que ele poderia fazer se desse mais uma piora, seria levá- la para a UTI, onde ela ficaria viva apenas pelos aparelhos.
    Passei dois dias sem poder ouvir sua voz, só ouvia sua respiração ofegante seguido da canseira, seu pulmão já estava querendo parar de funcionar. Só no dia de natal as duas horas da madrugada que consegui ver seus olhos novamente e poder ouvir sua voz cansada dizendo:
_ Te... Amo... Meu...Filho... _ Pausadamente, mas a situação já estava muito complicada para aceitar.
_ Também te amo muito, você é a melhor mãe do mundo..._ minhas lágrimas já tomando conta de meu rosto, beijei-a em sua bochecha, e como de costume segurei sua mão, onde puxei um anel de Nossa Senhora e coloquei em seu dedo seguido de um beijo em suas mãos já sem movimentos.
    Dia de Natal, vinte e cinco de dezembro, ela continuou do seu mesmo jeito, sonolenta e sem poder responder nada, e com a febre super alta, como nos últimos três dias, e eu correndo para abaixar sua febre.
    E chega dia vinte e seis de dezembro, sábado, chego no hospital pela manhã e ela encubada com oxigênio maior, passada uma sonda para a alimentação, pois a da urina desdo dia quarto já haviam passado, e com três antibióticos na veia, a infecção havia vindo de uma forma muito violenta, ela só respirava pela boca e nem fechava mais. Mas mesmo sabendo que ela já estava desse estado eu falava pra ela:
_ Mãe te amo_ e com as lágrimas sempre em rosto não suportando a cena em que se encontrava a mulher guerreira que conheci, a mulher que batalhou por tudo sempre.
   A noite volto para o hospital, ela no mesmo estado, só que quando toquei em seu rosto, senti uma pessoa morta, onde só estava respirando, mesmo não sabendo se ela estava me escutando eu a beijo e digo:
_ Mãe, eu estou indo para a praia cuidar da sua casinha que a senhora sempre zelou muito, e não vou deixar que não façam nada com ela... EU TE AMO... _ e como eu chorando em vê-la nessa situação pior.
    Fiquei mais cinco minutos, a olhei, a beijei novamente em sua bochecha e virei as costas, no que chego em casa e tomo meu banho, o hospital me liga dizendo que era para comparecer com meus documentos e com os documentos dela... Aquilo me deu um gelo enorme por dentro, a tremedeira bateu que não consegui nem dirigir.
    Entrei correndo no hospital, a mulher que estava acompanhando sua mãe que estava no mesmo quarto da mãe, estava no corredor no telefone, e quando viu colocou sua mão na cabeça e falou:
_ Ai meu Deus...
   Quando chego na porta do quarto que não a vejo, eu sai correndo pelo corredor a fora até o posto de enfermagem gritando:
_ MÃE, MÃE, CADÊ MINHA MÃE... _ chorando e com o desespero de perdê-la voltava até a porta do quarto e ia até o outro posto de enfermagem a chamando_ MÃE, MÃE..._ olhava para uma técnica e dizia_ CADÊ MINHA MÃE...._ não dava tempo de ela responder e saia correndo novamente até a porta do quarto gritando _MÃE, MÃE...
   Já estava tarde eu chamava e ela já não me respondia, e não aparecia, como pode tão nova... Nossa vida ligou-se, quando ela dobrava na esquina voltando do serviço eu a chamando, e terminamos nossa jornada juntos eu a chamando, só que porém sem uma resposta, sem seu sorriso, sem seus braços abertos prontos a me receber...

Para Sempre "Fátima Barenice Seffrin Mont' Serrat"

Uma Saudade Eterna... (Mãe)







7 comments:

  1. Não tem como ler sem se emocionar �� VC foi um filho q ela amou muito e onde ela estiver sempre estará a zelar por VC, um dia terás teu reencontro, creia bjus

    ReplyDelete
    Replies
    1. Sim meu amor eu sei, mas na vida tudo tem sua hora. Bjos

      Delete
  2. NÃO O CONHECO MAS ORO E QUE DEUS PREENCHA O VAZIO QUE FICOU EM SEU CORAÇÃO, POIS DEUS É DEUS, E NÓS SEM ELE QUEM SOMOS?! QUE ELE TE ABENCOE.

    ReplyDelete
    Replies
    1. Obrigado, sei que ele é o maior. Tudo tem seu tempo, tudo tem sua hora... Que Deus lhe abençoe também.

      Delete
  3. Replies
    1. Com Certeza mano, é muito difícil. Mas Deus está a protegê-la onde ela esteja.

      Delete
  4. É muito triste perder uma pessoa que a gente gosta e que ama muito e que ninguém vai ocupar o espaço dela.

    ReplyDelete